Agressivos e orgânicos


Por Carol Marques
30/06/2005


Depois do lançamento do novo CD, Reason (gravado na Alemanha e distribuído no Brasil pela Deckdisc), em Campo Grande, no Rio de Janeiro, a banda de heavy metal clássico Shaaman voltou à cidade no dia 25 de junho para um grande show no Claro Hall.

Às 22h50, com aproximadamente 5 mil pagantes gritando em coro o nome da banda durante a introdução do show, o Shaaman subiu ao palco com a música Distant Thunder. Andre Matos (vocal), Luis Mariutti (baixo), Ricardo Confessori (bateria), Hugo Mariutti (guitarra) contaram com uma grande produção e uma boa performance de palco, apesar de alguns problemas de microfonia no vocal de Andre.

Com um som mais denso, agressivo e orgânico, entre guitarras pesadas, teclados virtuosos e batidas tribais, a banda equilibrou o set list com alguns de seus poucos hits. Na lista de execução, além das novas Ancient Winds, Here I Am e Distant Thunder, estavam também as músicas do primeiro álbum do grupo, Ritual (2002), For Tomorrow, Time Will Come e a empolgante Pride.

O público respondeu bem à banda cantando a música de introdução, que foi recém-lançada, e, claro, as mais pesadas, como Ritual, Time Will Come e For Tomorrow. A balada Innocence (atual hit nas rádios e na MTV) foi cantarolada em massa pelos fãs, que pediam por Carry On, música de Andre Matos que pertence ao repertório de sua antiga banda, Angra.

Após uma hora e 20 de show, Andre perguntou ao público: “O que vocês querem ouvir agora?”. Em coro, todos gritaram: Fairy Tale, misturado com Carry On. Para não decepcionar os mais fanáticos, Andre convidou o tecladista, Fábio Ribeiro, para juntar-se a ele à beira do palco, junto aos teclados.

“Vamos repetir aqui no Rio o que fizemos em São Paulo”, disse Andre, antes de começar o dueto para a execução da agitada introdução de Carry On (cover raramente tocado nos shows desde o lançamento de Reason), que ficou por isso mesmo.

América latina

No momento solo, foi a vez do baterista Ricardo Confessori. Com sua grande técnica, conseguiu arrancar aplausos e coreografias da platéia. Sempre pedindo por mais atenção e mais participação da platéia, ele levantou por várias vezes da bateria e pediu os gritos e aplausos de todos.

Quando a banda retornou ao palco após o solo, algumas brincadeiras sobre o futebol carioca foram feitas pelo vocalista, que terminou o discurso elogiando o Fluminense, não agradando a todos, na maioria flamenguista.

Here I Am
foi a próxima que conseguiu tirar os fãs do chão. Próximo ao final do show, Andre perguntou ao público mais uma vez: “O que vocês querem ouvir?”, e, em coro, todos gritam Fairy Tale. Para a felicidade de todos, a balada – que já foi tema de novela da Rede Globo – foi executada com perfeição.

A todo o momento o guitarrista Hugo Mariutti, impecável em sua técnica, e o vocalista puxavam o público para cima, animando os fãs do gargarejo com gestos e gritos durante o show que já estava ficando morno.

“Vamos tocar agora uma música que todos vocês conhecem muito bem”. Assim Matos deu início à bela Lisbon, da banda Angra, para encerrar o show, bem executada e aceita pelo público.

Durante a finalização, Andre pegou na guitarra e tentou alguns acordes, não muito bem-sucedidos, e aos pulos fechou as duas horas de show com sua banda, prometendo voltar ao Claro Hall “com um show maior e melhor que esse”.

O Shaaman segue com a Reason Tour 2005 para o restante da América Latina, apresentando-se em países como Colômbia, Bolívia, Chile e Argentina.

 

About Janus

Janus Aureus is my recently-inaugurated personal blog (written in portuguese, but with some texts in english as well). Fiore Rouge is my old (but still very active - in fact, more than Janus :P) blog (I started it back in 2005). Mentalize is a fan-made website (since 2005). if you wish to contact me for any reason, visit my blog and leave a comment OR see email above (top left) - no, my name's not Andre - actually, I'm not even a guy! LOL Long story... O Janus Aureus é meu blog pessoal - escrito em português - ainda sem muito conteúdo, pois foi começado no final de dezembro de 2011. Já o Mentalize foi aberto em 2005 e está escrito em várias línguas *rs* Privilegio o uso do inglês ali porque o pessoal estrangeiro não tem muitas informações sobre o AM. Quem quiser entrar em contato comigo por qualquer motivo, deixe um comentário nos meus blogs ou use o email que está aí em cima à esquerda (e não, eu não sou o Andre - aliás, sou mulher!).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s