Metal Christmas – Tempestt, Hangar e Andre Matos no Citibank Hall – São Paulo, 12 de dezembro de 2008


 

AVISO: QUEM FOR AOS SHOWS DO METAL CHRISTMAS NAS PRÓXIMAS DATAS E QUISER MANTER A EXPECTATIVA, NÃO LEIA ESTA RESENHA – PELO MENOS ATÉ TER VISTO O SHOW…  

 

Bom, toda vez que vou a algum show fora do comum, faltam palavras para descrevê-lo, então essa resenha é na verdade um reflexo pálido sobre o que aconteceu ontem no Citibank Hall

 

Mas vou começar pelo início, claro! Assim que cheguei ao local, fiquei estarrecida: cadê a fila?? Tinha meia-dúzia de gatos pingados, e já eram mais ou menos 19h45min. Considerando-se que no Orkut teve um pessoal dizendo que o show da banda Tempestt teria início pontualmente às 20h30, achei muito estranho! Felizmente, encontrei um pessoal na fila e ficamos conversando – enquanto isso, a fila aumentando, mas nada de extraordinário…me decepcionei com a falta de público expressivo

 

Enfim, a banda Tempestt começou a se apresentar lá pelas 21:30. Não sei se foi devido a minha localização, mas achei o som alto demais, alto a ponto de distorcer as músicas e ficar um emaranhado de guitarras pesadas e bateria…mal escutei o vocal, uma pena (ainda mais na cover do Purple, Burn)!! Mas a apresentação me pareceu interessante o suficiente para querer comprar o álbum deles na barraquinha do lobby durante o intervalo.

 

Agora um aparte: no dito lobby, vejo um músico de atitude desagradável cuja presença merece o bordão de certo político: "Peroba neles!!"

 

Logo entra a banda Hangar, sobre a qual já havia ouvido falar bastante mas nunca tinha tido a oportunidade de ouvir. Logo de início o vocalista foi o músico de maior destaque na minha opinião, apesar de os fãs ao meu lado não pararem de gritar “Aquiiiilesss!”. Ao final da apresentação descobri que ele se chama Nando Fernandes – muito competente, ele inclusive deu um mosh na galera, e o visual do cara é bem legal com aquele cabelão! hehehe (aposto que volta e meia ele também deve ter que responder a perguntas sobre o shampoo que usa, como o André).  A banda me pareceu super entrosada e profissional, e o Aquiles às vezes realmente parece um polvo, independente de usar aquela máscara!!! O tecladista também me chamou bastante a atenção (chama-se Fábio Laguna), se bem que o teclado estava “dançando” tanto em cima do suporte de ferro que parecia à beira da queda a qualquer instante, o que me dava certa aflição, confesso Ao final, um medley Iron Maiden (com direito a Run to the Hills, Aces High, Fear of the Dark, Be quick or be dead e por aí vai…) de enlouquecer!!!

 

Meia-noite e lá vai pedrada, começa a tocar uma introdução instrumental familiar – é Menuett, e então fico num dilema: headbanging ou vídeo?!? Opto pelo vídeo, já que estou sentada num lugar privilegiado e trouxe máquina de fotografar. Mas a estrutura toda do camarote está tremendo, tanto com a vibração da música em si quanto pelos fãs ao meu lado – o vídeo saiu meio “Bruxa de Blair”…mas fazer o quê! J A partir daí, fico alternando entre curtição/headbanging/canto desafinado e filmagem. As que já estão registradas em DVD nem me preocupo em filmar, mas como deixar de lado Angels Cry e A Cry from the edge?!? Decido fazer um esforço: canto silenciosamente enquanto filmo, para não estragar o vídeo com meus gritos desafinadamente pavorosos!! hahahah

 

Não me recordo a ordem exata do setlist, mas foi algo como:

 

Introdução (Menuett)

Letting Go

Rio

Separate Ways

Looking Back

Angels Cry

Living for the Night/A Cry from the Edge

Distant Thunder

*Solos

Nothing to Say

Time to be Free

Lisbon

How Long

Fairy Tale

Turn Away

Carry On

Endeavour

 

Como sempre, o que dizer do show em si? PUTZ!!! Essa é a primeira palavra-exclamação que me vem em mente J Não pude ir aos show da banda no Kazebre e no SESC Santo André, então a última vez que os vi tocar (o acústico no Shopping Morumbi é um caso à parte) foi na pré-turnê em Jaú, quando só conhecíamos a Rio (agora em retrospecto, lembro que naquela ocasião eles haviam tocado três músicas novas: Rio, Letting Go e How Long). A sensação daquele show em Jaú ainda me é muito nítida: era como se fosse a volta do Angra original, só que melhorado!! Eles estavam explicitamente empolgados em voltar ao palco e mostrar músicas novas, tocar coisas antigas, enfim, dava pra ver nos rostos a satisfação dos rapazes!
 
Pensei que agora, depois de mais de um ano, a empolgação deles talvez não seria tanta – ledo engano!!!!! Não só continuam com a mesma energia positiva que emana pelo ambiente inteiro, como também parecem ter apurado ainda mais a parte musical. Eu não saberia dizer como, já que tecnicamente eles sempre são perfeitos, mas senti uma diferença (para melhor, o que seria a princípio impossível) com relação a isso. Talvez seja por causa dos ensaios constantes, ou então pela convivência entre eles, que desde 2007 só vem crescendo. Ah, sei lá, mas o fato é que no final das contas estávamos extasiados e presenciamos um show maravilhoso, com ótimas surpresas no setlist (nunca na minha vida esperava ouvi-los tocando A Cry from the Edge!!!) e um final de show emocionante, com cada músico, um por um, abandonando seus respectivos instrumentos e acenando para o público no final de Endeavour, até que só restasse Andre Matos e seu solitário som de piano – as luzes se apagam, fim do show…mas…
 
Backstage: muita gente, muita muita muiiita! Familiares dos músicos, pessoas que compraram o ingresso VIP com direito a meet and greet, fãs que foram sorteados pelo FC, os membros do próprio FC, os músicos das bandas Hangar e Tempestt, enfim…ufa!
 
O espaço era pequeno para tanta gente, tirar foto ficava apertado, e mesmo assim os músicos tiravam fotos e distribuíam autógrafos para quem pedisse, e ainda por cima batiam um papinho apesar de todo o assédio! heheheh Pedi inclusive autógrafos para amigos meus fanáticos pelo Andre e  que nunca terão a possibilidade de vê-lo, e ele foi super solícito, na boa 
 
Conversando com o Zaza (aliás, o filho dele estava lá, lindinho!!), me surpreendi quando ele mencionou meu site, e agradeço de coração os elogios! Acho que eles são músicos que merecem *muito* reconhecimento, e não faço mais do que uma ínfima parte pra ajudar na divulgação de seus talentos e carismas admiráveis.
 
O Eloy, tadinho, estava com um dedo todo estropiado de tocar, e os músicos num determinado momento já estavam cansados, imaginando como seria o dia seguinte (hoje), com a viagem a Curitiba, tarde de autógrafos, etc…saímos todos – eles foram pro ônibus, um pessoal continuou nos arredores conversando, eu pro táxi: 4 da manhã (o que inclusive me lembrou o versinho da Cry from the edge: "6 a.m. and I’m still awake…"). Fim de festa pra gente, mas pros curitibanos, cariocas etc, é só o começo…
 
Vejam fotos muito boas (das três bandas) tiradas pelo Bruno Bergamini aqui: http://viewmorepics.myspace.com/index.cfm?fuseaction=user.viewPicture&friendID=398580414&albumId=1278487

About Janus

Janus Aureus is my recently-inaugurated personal blog (written in portuguese, but with some texts in english as well). Fiore Rouge is my old (but still very active - in fact, more than Janus :P) blog (I started it back in 2005). Mentalize is a fan-made website (since 2005). if you wish to contact me for any reason, visit my blog and leave a comment OR see email above (top left) - no, my name's not Andre - actually, I'm not even a guy! LOL Long story... O Janus Aureus é meu blog pessoal - escrito em português - ainda sem muito conteúdo, pois foi começado no final de dezembro de 2011. Já o Mentalize foi aberto em 2005 e está escrito em várias línguas *rs* Privilegio o uso do inglês ali porque o pessoal estrangeiro não tem muitas informações sobre o AM. Quem quiser entrar em contato comigo por qualquer motivo, deixe um comentário nos meus blogs ou use o email que está aí em cima à esquerda (e não, eu não sou o Andre - aliás, sou mulher!).

3 thoughts on “Metal Christmas – Tempestt, Hangar e Andre Matos no Citibank Hall – São Paulo, 12 de dezembro de 2008

  1. Catarina says:

    So, resenha nota 10! Parabéns!

  2. lucinha Fairy Tale says:

    Oi,SO,parabéns,10 para sua resenha!!!Só vou te pedir um favorzinho…me deseja boa sorte hj![:(]Será que vou aguentar até a hora de Andre apresentar?ahahahah.

  3. So says:

    Obrigada pelos elogios moças!!🙂 Vocês são boazinhas, escrevi essa resenha na pressa hahahah Teria ficado melhor se eu tivesse mais tempo pra pensar🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s