Another review/Outra resenha do Mentalize, de Andre Matos


Enviado por Rômulo Campos | Em 11/10/09

Eis aqui o novo trabalho da carreira solo de Andre Matos: Mentalize, segundo álbum, um trabalho pouco acima da média para a bagagem que o cara carrega. – Ok, em Time To Be Free, foi até digerível e sensato o discurso do resumo de todas suas obras em um único disco. Na condição de acompanhante detalhista de seus álbuns já lançados, como solista e integrante de suas bandas passadas – eu asseguro-lhes que Mentalize pode-se considerar uma obra escrava do seu passado e do mercado fonográfico. O disco é ruim? – Não, de forma alguma. Um (a) garoto (a) de 14 ou 15 anos talvez venha ter orgasmos pelo mesmo.

Tratando-se de musicalidade: os guitarristas Hugo Mariutti e Andre “Zaza” Hernandes, mostram mais virtuosidade em alguns momentos – por exemplo, na faixa ‘Leading On’. Podemos destacar também as partes mais emotivas de Andre, no decorrer desta faixa.

‘I Will Return’ resgata algo dos mestres Brian May e Cia. Vale destacar também a faixa título, “Mentalize”, com riffs mais precisos e ênfase nas linhas de guitarra, muito bem executadas em harmonia com os teclados. Uma coisa posso afirmar: é um trabalho mais pesado e com melhores linhas vocais do que Time To Be Free. O ouvinte vai escutar bons momentos em faixas como: ‘Shift The Night Away’ e ‘Someone Else’. ‘Dont Despair’ merece também ser ouvida com calma.

Como vocês perceberam, o disco não é de péssima qualidade e muito menos para ser jogado ao lote de CDs que você escuta uma vez ao ano. Temos boas referências, resgate de grandes figuras do cenário mundial. Mesmo assim, me responda – O Andre Matos necessita se escorar em mais algum ícone ou seu própio passado? O que o ele vem fazendo não precisava sair de suas bandas passadas, se o motivo fosse direcionamento musical. Acredito que muitos como eu esperavam algo mais direcionado ao seu gosto pessoal, uma liberdade para criar e é justamente a liberdade que não se encontra aqui. Sei que minhas palavras talvez venham florescer um certo desprezo, mas infelizmente eu não posso mais apoiar o que a cena atual do Metal vem disponibilzando para o seu público. Tudo está entrando em uma forma padronizada, soando muito artificial. Como expliquei antes, uma banda com este porte, é influência para a garotada e o cuidado com a música é cobrado cada vez mais.

(Azul Music – Nac. 13 faixas – 60’41")

fonte: http://whiplash.net/materias/cds_users/096910-andrematos.html

About Janus

Janus Aureus is my recently-inaugurated personal blog (written in portuguese, but with some texts in english as well). Fiore Rouge is my old (but still very active - in fact, more than Janus :P) blog (I started it back in 2005). Mentalize is a fan-made website (since 2005). if you wish to contact me for any reason, visit my blog and leave a comment OR see email above (top left) - no, my name's not Andre - actually, I'm not even a guy! LOL Long story... O Janus Aureus é meu blog pessoal - escrito em português - ainda sem muito conteúdo, pois foi começado no final de dezembro de 2011. Já o Mentalize foi aberto em 2005 e está escrito em várias línguas *rs* Privilegio o uso do inglês ali porque o pessoal estrangeiro não tem muitas informações sobre o AM. Quem quiser entrar em contato comigo por qualquer motivo, deixe um comentário nos meus blogs ou use o email que está aí em cima à esquerda (e não, eu não sou o Andre - aliás, sou mulher!).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s