Na cozinha com Andre Matos :P / In the kitchen with Andre Matos :P


Here’s a funny article about some musicians who also know how to cook – and guess what, it features a recipe by Andre! LOL It’s a vegetarian fettucine – and it does seem good, surprisingly!! I’ll translate only this little part for you:
Just like Juninho, Andre Matos (ex-Angra, ex-Shaman), is also a vegetarian. He’s chosen to be a vegan when he was a teenager, but not because of any specific political or philosophical reason: “I discovered certain facts about the consumption of meat that ended up influencing me, indeed, but I think that what the vegans preach make a lot of sense, because without the meat industry, the world would be better nourished and in a healthier way,” he says. Because barbecue is off the menu for Andre, he prefers pasta and salads, and when he’s in the kitchen, he doesn’t listen to music: “I like to concentrate and pay attention to what I’m doing so that nothing goes wrong.”
Vegan fettucine
200 grams of fettucine
4 spoons of extra virgin olive oil 
1 small onion finely chopped
1 garlic clove (smashed)
4 cups of spinach cut in stripes
half a tea-spoon of red pepper/cayenne (in flakes)
1 cup of sour cream
4 spoons of cheese
fresh grated parmesan cheese
salt & pepper
grated nutmeg
Cook the pasta in a large pan with boiling water and salt for about 5 minutes, or until the pasta becomes al dente (that is to say, not raw, but not too cooked, either). Drain the pasta and quickly put it under cold water. Drain it again and add a few drops of olive oil. Put it aside.
Warm the remainder of the olive oil in a frying pan in low heat. Add the garlic and the onion. Fry them slightly/quickly. Add the spinach and the pepper. Let it cook for about 5 minutes.
Add the sour cream, the cheese and the nutmeg. Stir in low heat, not allowing it to boil for about 1 minute. Make sure you mix the pasta to the sauce only at the very moment you’re going to serve it. Serve immediately. This recipe is enough for 4 servings.
Músicos que também detonam na cozinha

Qui, 17 Dez, 08h41

Por Juliana Destro, do Yahoo! Brasil

Você é daqueles que acha que todo músico de heavy metal é feio, sujo e malvado? Então o que aconteceria se algum deles te convidasse para jantar? Pois a autora canadense Annick Giroux resolveu testar os dotes culinários de seus headbangers – nem pense em chamá-los de metaleiros – preferidos e reuniu várias receitas no livro “Hellbent for cooking: The Heavy Metal Cookbook”.

Entre os mestre-cucas do metal estão membros de bandas como Judas Priest, Kreator, Anthrax, Mayhem e Accept. O livro, lançado no mês passado pela editora Bazillion Points, também traz uma receita feita por Andreas Kisser, guitarrista da banda Sepultura e colunista do Yahoo! Brasil. Andreas representa o Sepultura com uma receita de “Churrasco ao shoyu”. No livro, o guitarrista explica que o churrasco é um prato muito popular no Brasil e que o preparo com shoyu dá um toque especial.

Ao Yahoo!, Andreas contou que costuma fazer essa receita quando reúne a família e os amigos em casa. “A picanha no shoyu é muito saborosa e é uma bela opção de tempero para sair um pouco da rotina”. Enquanto cozinha, Andreas prefere a música clássica ao heavy metal. “Pode ser qualquer coisa de Beethoven, Mozart, Bach ou Villa Lobos”, completa. Ficou curioso? Veja a receita do Andreas Kisser!

O Yahoo! também resolveu testar os dotes culinários dos headbangers brasileiros e convidou sete bandas do metal nacional para publicar suas receitas. Abaixo você vê as delícias enviadas pelos músicos.

A granola infalível de Fábio Laguna, tecladista do Hangar


Fábio Laguna é quem alimenta o Hangar. O tecladista foi o responsável pela cozinha durante da gravação do último disco da banda, “Infallible”. “Ficamos gravando o disco durante 40 dias em um sítio no interior de São Paulo e como eu gosto, eles me elegeram o cozinheiro”. Fábio gosta de fazer experiências e prefere alimentos mais saudáveis. Para cozinhar, o tecladista seleciona bem a trilha sonora. “Se estou com pressa gosto de ouvir um som mais pesado, mas se tenho tempo, posso cozinhar devagar, coloco uma coisa mais calma como MPB”.

O camarão from hell de Dick Siebert, baixista do Korzus


O baixista do Korzus costuma dividir as terefas na cozinha com sua esposa, Susanne. “Quando ela não pode sou eu, quando eu não posso é ela e quando ninguém está afim a gente faz um miojo”. Dick se divide entre as atividades com a banda, as artes plásticas, o estúdio de tatuagem e cozinha, por isso, considera-se o especialista do improviso. “Como eu moro próximo da represa do Guarapirangua, longe da cidade, tenho que improvisar, porque não dá para sair na esquina e comprar alguma coisa para comer”. Quando cozinha, ele prefere conversar ao ouvir música, e dá uma dica sobre o prato: “É uma receita diferente e não tão difícil. Se eu consigo fazer qualquer um consegue”.

O macarrão ao molho branco de Victor Rodrigues, vocalista do Torture Squad


Vitinho, como é conhecido o vocalista do Torture Squad, também costuma manter a banda bem alimentada. Eleito o cozinheiro das turnês, já até baixou um livro de receitas vegetarianas para agradar o guistarrista Augusto Lopes. O vocalista aprendeu a cozinhar com a mãe e no dia a dia costuma dividir o fogão com mulher, Vera. “Eu gosto de fazer coisas fáceis e de inventar temperos diferentes”. Quando está na cozinha, deixa o heavy metal de lado e prefere um hard rock ou então jazz. “Jazz e vinho deixa o ato de cozinhar mais sofisticado e até meio fino”, completa.

Legumes ao forno de Juninho, baixista do Ratos de Porão


Também conhecido como “Bin Lacto”, Juninho é vegan – que não come nem usa nenhum produto feito com proteína animal – há 14 anos. Apresentado ao vegetarianismo através do hardcore, diz que a escolha é uma questão de ética. “Hoje em dia é 100% viável viver sem explorar nenhum animal. Tem gente que diz: “Ah, mas carne é gostoso”. Eu não estou discutindo o gosto, é a vida de um animal, ele sofre, tem sentimentos variados e tem a questão ambiental também”. Para quem pretende se tornar vegetariano, Juninho explica que é preciso comer de tudo para se alimentar corretamente. Enquanto cria seus pratos, o baixista gosta de ouvir jazz. “É mais legal, mais gostoso”.

O fettucine vegetariano de Andre Matos


Assim como Juninho, Andre Matos (ex-Angra e ex-Shaman), também é vegetariano. A escolha vem desde adolescente, mas não tem nenhum motivo político ou filosófico. “Eu descobri fatos sobre o cosumo de carne que acabram me influenciando, mas acho que o que veganos pregam faz muito sentindo, porque sem a indússtria da carne, o mundo seria melhor alimentado e de maneira mais saudável”, afirma. Como churrasco está fora do cardápio de Andre, ele prefere massas e saladas, e quando está na cozinha, dispensa a música. “Eu gosto de me concentrar e prestar atenção no que estou fazendo para não dar nada errado”.

O HameerCage Hot Dog Hell, de Detonator, vocalista do Massacration


O Massacration pode ser uma banda fictícia do programa “Hermes e Renato”, da MTV, mas Bruno Sutter, que vive o vocalista Detonator, canta de verdade. Já cozinhar… O humorista deu espaço ao personagem e com direito a voz fina e tudo, encarnou o Detonator para falar de metal e cozinha. Detonator como só se for necessário e cozinha se estiver com fome. “Tem gente que vive para comer, eu como para viver. Eu só como o necessário. Eu só como o suficiente para ter energia para detornar”. Entre seus pratos prediletos estão pato manco à bolonhesa e groupies. O que ele houve quando cozinha? Massacration, claro. “Não existe nenhuma outra música que faça jus a mim. Como toda as outras bandas do mundo são inpiradas em Massacration, eu prefiro ouvir direto a fonte”. Exatamente por isso, ele optou por enviar a receita do cachorro quente mais rock’n’roll de todos os tempos. E aí, vai encarar?

  

fonte/source: http://br.noticias.yahoo.com/s/17122009/48/entretenimento-musicos-tambem-detonam-na-cozinha.html

About Janus

Janus Aureus is my recently-inaugurated personal blog (written in portuguese, but with some texts in english as well). Fiore Rouge is my old (but still very active - in fact, more than Janus :P) blog (I started it back in 2005). Mentalize is a fan-made website (since 2005). if you wish to contact me for any reason, visit my blog and leave a comment OR see email above (top left) - no, my name's not Andre - actually, I'm not even a guy! LOL Long story... O Janus Aureus é meu blog pessoal - escrito em português - ainda sem muito conteúdo, pois foi começado no final de dezembro de 2011. Já o Mentalize foi aberto em 2005 e está escrito em várias línguas *rs* Privilegio o uso do inglês ali porque o pessoal estrangeiro não tem muitas informações sobre o AM. Quem quiser entrar em contato comigo por qualquer motivo, deixe um comentário nos meus blogs ou use o email que está aí em cima à esquerda (e não, eu não sou o Andre - aliás, sou mulher!).

One thought on “Na cozinha com Andre Matos :P / In the kitchen with Andre Matos :P

  1. Waënelin says:

    tsss now i\’m hungry you silly girl! hahahahaha

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s