Entrevista antiga de Andre Matos ao site Rock Universe


O Shaman gravou uma demo, com 4 músicas (Time Will Come, Here We Go, Be Free e Blind Shell). Essa está sendo divulgada para público ou só para  imprensa/gravadoras etc?

André – Na verdade nós gravamos essa demo algumas semanas atrás, mais para testar as músicas, para podermos saber como elas ficariam num cd, e também para 
mandar para as gravadoras. Essa demo não está sendo divulgada para público, fora a primeira música, Time Will Come, que está tocando nas rádios. 

Vocês já tem previsão de lançamento de um cd do SHAMAN? Tem alguma data? Título do cd?

André – Ainda não temos um título, vamos ver isso quanto todas as músicas estiverem prontas, o álbum provavelmente terá 11 ou 12 músicas, deve ser gravado 
entre maio e julho com lançamento previsto para o final do ano, por volta de outubro ou novembro.

Você já deve ter explicado isso várias vezes, mas… por que do nome Shaman?

André – O nome existe desde o tempo com o Angra, quando gravei uma música no álbum Holy Land chamada The Shaman, que contava a história de um curandeiro que 
ressucita um guerreiro morto. A origem da palavra Shaman é ucraniana e representa o curandeiro que cura através dos espíritos e das plantas, achamos que era um bom nome, com uma boa sonoridade, e que tinha relação com nossas idéias, por isso o nome.

Vocês fizeram alguns shows em Recife e Curitiba, como tem sido a reação do público às novas músicas e à nova banda?

André – A reação tem sido além das expectativas, nós tínhamos um pouco de receio, embora a banda seja quase a mesma, agora temos o Hugo no lugar dos dois 
guitarristas e não sabíamos como o público iria recebê-lo, mas ele tem um carisma e uma simpatia tão grande que tem conquistado totalmente o público.

O Shaman vai tocar no final de março num festival em Paris entre as atrações principais (vão tocar o mesmo tempo do Rhapsody, que é o headliner do festival), de certa forma a banda já começa grande e cercada de expectativas, isso de certa forma aumenta a responsabilidade sobre vocês ou atrapalha de alguma forma?

André – Na verdade é isso que incentiva o nosso trabalho, temos que ter em mente que é quase a mesma banda, vamos tocar músicas antigas pois é o que o público 
quer ouvir, na verdade estamos muito felizes por ter esse privilégio, de ser uma banda ainda sem cd lançado e que pode tocar num circuito grande de shows como 
estamos fazendo. 

O que você acha que mais diferencia o som do Shaman para o Angra? O que o público que acompanha vocês desde o Angra pode esperar do Shaman?

André – O básico é o mesmo, mas o Hugo trouxe idéias novas. Mudamos um pouco a forma de compor para trabalhar com uma guitarra apenas. De certa forma, isso fez 
com que o som ficasse mais pesado e direto, mas ao mesmo tempo com solos de guitarra mais melódicos, pois o Hugo tem muita influência de rock progressivo.

Existe uma certa mesmice no metal melódico atualmente, com muitas bandas praticamente iguais, como vocês pretendem trabalhar para não acabar sendo mais uma banda do estilo?

André – O principal é tentar explorar elementos mais originais, é uma busca constante, pouco antes da separação do Angra, nossa sonoridade estava ficando repetitiva, a química entre nós não funcionava mais, agora com sangue novo tudo está renovado e mais criativo, não podemos dar tanta atenção ao mercado, ao que outras bandas estão fazendo e sim fazer nosso trabalho, acredito que essa onda de metal melódico vai morrer em breve, exatamente por estar saturado, inclusive essa é a dica que dou para bandas novas, não tentem copiar os outros, mas sim buscar novos elementos para a música.

Houve muita polêmica sobre o desmanche do Angra, você acredita que isso possa prejudicar o Shaman agora, ou seja, se alguns fãs podem ter ficado magoados, aquele papo de traidor etc?

André – Acho difícil isso acontecer agora, no começo até tivemos algum medo, pois ficamos sem o nome, sem empresário, sem mídia e sofremos várias acusações, mas com o tempo e com calma os fatos foram esclarecidos. Ao invés de ficar falando preferimos trabalhar e esperar o momento certo de dar nossa versão dos fatos, por isso acho que não teremos esse tipo de problema.

Você tem um grande prestígio na Europa, já fez várias participações em gravações de outras bandas, a mais recente é o projeto AVANTASIA, do vocalista do Edguy,  Tobias Sammet, como surgiu sua participação no projeto? Você trabalhou com ele em estúdio ou as gravações foram separadas?

André – Na verdade as gravações foram separadas, embora eu estivesse na Alemanha, eu estava gravando meu outro projeto, o Virgo, então o Tobias enviou o material e eu fiz as gravações, mas nós já nos conhecíamos a algum tempo e já tínhamos conversado sobre o projeto da ópera heavy metal. Ouvindo agora o resultado final estou muito orgulhoso por ter participado desse projeto, ficou realmente muito bom.

Falando em projetos, como anda o VIRGO? Tem previsão de lançamento?

André – Esse é um projeto meu com o Sascha Paeth, passei quatro meses gravando, o cd vai ser lançado em setembro, e o lançamento deve ser mundial.

De volta ao Shaman, no mês de abril vocês tocarão no Via Funchal, em São Paulo. O que você espera do show? Dá para adiantar alguma coisa do set list?

André – Posso adiantar alguma coisa sim, nós vamos tocar as quatro músicas novas que estão na demo para sentirmos a reação do público, além disso vamos tocar 
algumas do Angra e fazer algo que a muito tempo quero fazer, que é tocar Living For The Night do Viper!

Existe a possibilidade do Shaman lançar um clipe ou um single antes de lançar um álbum?

André – Para uma banda de heavy metal, o retorno de um clipe é muito pequeno no Brasil, e os custos para fazê-lo são muito altos, se você tiver uma banda de pagode tudo bem, o retorno é certo (risos) mas com heavy metal é mais difícil, mas isso depende de contratos com a gravadora, dependendo do apoio da gravadora podemos gravar um clipe sim, mas ainda não temos nada definido, quanto a um single, isso é mais provável, podemos lançar um single antes do cd para preparar o terreno.

É isso… Tem algo a acrescentar ou mandar uma mensagem para os fãs?

André – Primeiramente eu gostaria de agradecer ao Rock Universe pelo espaço e a oportunidade que vocês estão dando, em seguida, quero deixar o convite para que 
todos os leitores do site estejam no Via Funchal no dia 21 de abril para podermos por em prática tudo o que foi falado aqui.

(Entrevista feita pelo Rock Universe – www.rockuniverse.mus.br )

http://shaman1.cjb.net/

About Janus

Janus Aureus is my recently-inaugurated personal blog (written in portuguese, but with some texts in english as well). Fiore Rouge is my old (but still very active - in fact, more than Janus :P) blog (I started it back in 2005). Mentalize is a fan-made website (since 2005). if you wish to contact me for any reason, visit my blog and leave a comment OR see email above (top left) - no, my name's not Andre - actually, I'm not even a guy! LOL Long story... O Janus Aureus é meu blog pessoal - escrito em português - ainda sem muito conteúdo, pois foi começado no final de dezembro de 2011. Já o Mentalize foi aberto em 2005 e está escrito em várias línguas *rs* Privilegio o uso do inglês ali porque o pessoal estrangeiro não tem muitas informações sobre o AM. Quem quiser entrar em contato comigo por qualquer motivo, deixe um comentário nos meus blogs ou use o email que está aí em cima à esquerda (e não, eu não sou o Andre - aliás, sou mulher!).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s