Shaaman – Live’N’Louder Rock Fest – São Paulo


 evento começou a tomar forma no sábado, dia 08 logo após o final do jogo entre Portuguesa e Marilia ocorrido no Canindé, com o início da montagem da estrutura metálica do palco. No decorrer do domingo as bases do palco já estavam finalizadas e todos os demais preparativos seguiam em ritmo acelerado.

Na segunda-feira algumas das atrações internacionais do festival já estavam em São Paulo, mas foi na terça-feira, dia 11 que o cast estava completo.

Com o palco finalizado e o Canindé praticamente pronto para o Live’N’Louder, as bandas passaram a tarde de terça no “sold check” e ajustes finais.

Como ninguém é de ferro e um evento desse porte para São Paulo tem mais é que ser muito comemorado, vamos a festa. E foi o que ocorreu na noite de terça no espaço Unimar, uma grande confraternização que reuniu todas as atrações do L’N’L, organização e patrocinadores. A noite foi muito descontraída e contou com pequenas apresentações de quase todo o cast do festival. O Shaaman tocou apenas uma música após Andre dizer: “Bom, vamos tocar a única música possível de levarmos sem o nosso tecladista (Fabio Ribeiro até o momento não havia chegado), Pride!”.

A comemoração foi até por volta de uma da madrugada, quando a maioria começou a se dispensar, afinal, a quarta-feira seria puxada.

Aqui abro um parêntese para mais uma vez agradecer a Roadie Crew, que novamente foram os grandes responsáveis por estarmos presentes nesse evento e podermos passar esse relato. Nosso muito obrigado!

Quarta-feira, 12 de outubro. Dia das crianças, dia de Nossa Senhora Aparecida, feriado nacional. O dia não poderia ser melhor, o sol forte bem que tentou, mas não conseguiu intimidar os “camisas pretas” que começaram a chegar ainda no amanhecer ao estádio do Canindé.

O local deixou a desejar, mas a organização estava perfeita e o cronograma foi seguido à risca. 

noite chegou e agora a iluminação e telões do palco podiam ser usados, e foi isso que o SHAAMAN fez, mesmo antes de entrar no palco. Exatamente às 18:52, ainda sem som nas PA’s, os telões começaram a transmitir imagens aleatórias, momentos depois ouviu-se as primeiras batidas de um som eletrônicos e os primeiros feixes de luz vindo do palco, começava ai o show do SHAAMAN.

Muitos reconheceram a introdução, a mesma utilizada na abertura da Reason Tour no Credicard e Claro Hall, seguida de “Turn Away”, “Trail of Tears” e “Distant Thunder”. Pequena pausa e Andre cumprimenta o público, que há essa hora era estimado em 25 mil pessoas. De volta ao show é a vez de “For Tomorrow” (sem comentários) e “Time Will Come”. Nova pausa e Andre anuncia um convidado para tocar a próxima música, Marcus Viana (Sagrado Coração da Terra) e seu violino sobem ao palco e “Innocence” vem embalar a galera, que praticamente dispensou a voz de Andre Matos, levando a canção do início ao fim enquanto Andre apenas acompanhava junto ao teclado.

Ainda com Viana no palco, Fabio e Andre iniciam os primeiros acordes de “More” que ganhou um peso todo especial com o violino de Marcus, fazendo o Canindé vir abaixo. Andre que já tinha a platéia na mão, não se intimidou e chegou a brincar fazendo um vocal pra lá de sombrio. Mas como tudo que é bom dura pouco, é chegada a hora da despedida e usando a desculpa do feriado de N. Sra. Aparecida, Andre utiliza um discurso nada habitual: “Irmão e irmãs, estamos reunidos aqui hoje…” e “Pride” neles!

Com alguns minutos de sobra, a banda é informada que há tempo para mais e com uma hora cravada o SHAAMAN encerra sua apresentação ao som de Lisbon, que novamente foi cantada em uníssono pelo público do L’N’L.

 
Pontos engraçados: Andre não chegou a cair no palco (como de costume), mas para variar ele deu umas tropeçadas. Outra cena cômica foi ver alguém de “estatura mediana baixa” no “chiqueirinho” (área entre a platéia e o palco, onde ficam os seguranças e geralmente no início de cada show liberam para a imprensa) assistindo o show do Nightwish quando Marco (baixo) tenta jogar um copo d’água à platéia, mas o mesmo estoura acima da cabeça do individuo, que diferente da estatura, tinha os cabelos longos, a sorte é que o mesmo estava de boné, mesmo assim foi muito engraçado…

Texto: Celso Eduardo Scarparo/For Tomorrow Shaaman Fan Club
Fotos: Roadie Crew, Reinaldo Marques/Terra & Ricardo Zupa

 

About Janus

Janus Aureus is my recently-inaugurated personal blog (written in portuguese, but with some texts in english as well). Fiore Rouge is my old (but still very active - in fact, more than Janus :P) blog (I started it back in 2005). Mentalize is a fan-made website (since 2005). if you wish to contact me for any reason, visit my blog and leave a comment OR see email above (top left) - no, my name's not Andre - actually, I'm not even a guy! LOL Long story... O Janus Aureus é meu blog pessoal - escrito em português - ainda sem muito conteúdo, pois foi começado no final de dezembro de 2011. Já o Mentalize foi aberto em 2005 e está escrito em várias línguas *rs* Privilegio o uso do inglês ali porque o pessoal estrangeiro não tem muitas informações sobre o AM. Quem quiser entrar em contato comigo por qualquer motivo, deixe um comentário nos meus blogs ou use o email que está aí em cima à esquerda (e não, eu não sou o Andre - aliás, sou mulher!).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s