Shaman em Curitiba 16/02/2001


Resenha por Clovis Roman
 
Depois de esperar 3 horas, consegui entrar no Studio 1250. Depois de pouco tempo, a banda gaúcha Burning in Hell subiu ao palco. Sem viadagens e poses, a banda conquistou de cara todos os presentes. Quando o vocalista Leandro de seu primeiro berro, foi ovacionado. E esbanjando classe, peso, melodia e muita vontade de tocar a banda mostrou que já está pronta para o primeiro CD. Abriram o show com "Brave Warriors", depois uma música nova, "Freedom", que no refrão foi também cantada pelo público muito entusiamado. A terceira música foi uma cover do Manowar: "Brothers of Metal". Não curto muito Manowar, mas tive que cantar junto esta musica, foi uma celebração mesmo. Depois, outra música nova "Sheding Bloody Tears", que tem 8 minutos, mas nem por isso se tornou chata. Depois, se não me engano, foi "Judgement Day", que é outra ótima música. Destaque para o vocalista, que o tempo todo agitou com a galera e fez várias declarações de amor ao metal e disse coisas do tipo "Vocês estarão no nosso coração pra sempre" ou "Graças a vocês o metal está assim, cada vez melhor". Profissionalismo nota 10. Depois, para fechar com chave de ouro, tocaram dois clássicos do Iron Maiden: "The Wicker Man" e "The Evil That Men Do". Muito bom o show deles. Comprem a demo deles, por que vale a pena. É Heavy Metal Melódico de primeira.

Depois veio a bosta do Steel Lord. O show deles foi uma merda. São uns cuzões, mau educados, posers, ridículos, etc. Mandaram todo mundo se fuder (é, isso acontece) e tocaram muito mau. O baterista então, nem conseguia segurar a baqueta direito (hahah, que otário), o baixista, de tanto ficar dançando que nem uma puta, levou um capote que fez quem viu rir muito. O vocalista parecia o Carlos Lopes (das antigas), de tão feio, burro e poser. Aliás, o Carlos Vandalo deve ser uma das maiores influências dele, pois ele é um idiota de 1º, assim como o Líder do "Usina Le Blond". Cara, ele chegou a dizer que a ideologia do Metal é "Beber, Fuder e ouvir Rock bem alto". Quer dizer, todos nós adoramos mulheres, cerveja e Heavy Metal, mas o Metal é muito mais que isto, com certeza. Depois disse, em diretíssima direcionada para o Burning in Hell e o Shaman "Metal não é porra de melódico, prog, batucada, berimbau e essas porras, Metal é Barulho". Depois dessa, vôou garrafa, copo e o que mais você possa imaginar em cima deles. Eu joguei uma pilha, que acho que caiu na bateria. Depois desta coisa ridícula (FODA-SE steel lord), mais uns 30 minutos de espera, entra no palco, o Shaman.

Daí a coisa voltou a ficou boa. Como era de se esperar, o show foi ótimo. Abriram com "Time Will Come" e emendaram com "Streets of Tomorrow", que todos cantaram junto com André. De cabelo cortado (heheheh), ele está cantando cada vez melhor. Depois veio Lisbon, que eu cantei até estragar a voz, de tanto que eu gritei. Na primeira parte, André deixou o público cantando sozinho, foi muito legal. Logo em seguida, uns elogios a Curitiba e tocaram "For Tomorrow", uma nova música, muito boa, parece meio Angra, meio Dream Theater. A introdução "Crossing" anunciou "Nothing to Say", que também foi cantada em unísono pelo público (umas 1000 pessoas). Seguindo, "The Shaman", do Angra e "Be Free", do Shaman. Nesta foi emendada o solo do Ricardo, muito melhor que o ultimo solo dele que eu vi, no show do Angra. Luís volta ao palco e faz um curto solo, que juntou com "Carolina IV". No meio dela, André fez um belíssimo solo de teclado. Depois da emocionante "Living for the Night", do Viper, que todos cantaram, veio "Blind Shell", a última musica do Shaman a ser apresentada. Muito boa, também. Para fechar "Wings of Reality". No bis, veio "Carry On" e "Flight of Icarus", em que André mostrou que ta cantando muito ainda. Ele berrou exatamente como no CD do Iron "Piece of Mind", e isto depois de uma hora e meia de Show!!!. E aquele berro final foi emocionante, mas era o fim do show. Destaque para o Hugo Mariutti, que toca melhor que o Kiko e o Rafael juntos. Duvida? Então veja um show do Shaman e venha discordar.

Burning in Hell:

  1. Brave Warriors
  2. Freedom
  3. Brothers of Metal (Manowar)
  4. Sheding Bloody Tears
  5. Judgement Day (?)
  6. Wicker Man
  7. The Evil That Men Do

Shaman:

  1. Time Will come
  2. Streets of Tomorrow
  3. Lisbon
  4. For Tomorrow
  5. Crossing
  6. Nothing to Say
  7. The Shaman
  8. Be Free
  9. Solo de Bateria e Solo de Baixo.
  10. Carolina IV (interpolating André Keyboard solo)
  11. Living for the Night (Viper)
  12. Blind Shell
  13. Wings of Reality
  14. Carry On
  15. Flight of Icarus (Iron Maiden)

http://shaman1.cjb.net/

 

About Janus

Janus Aureus is my recently-inaugurated personal blog (written in portuguese, but with some texts in english as well). Fiore Rouge is my old (but still very active - in fact, more than Janus :P) blog (I started it back in 2005). Mentalize is a fan-made website (since 2005). if you wish to contact me for any reason, visit my blog and leave a comment OR see email above (top left) - no, my name's not Andre - actually, I'm not even a guy! LOL Long story... O Janus Aureus é meu blog pessoal - escrito em português - ainda sem muito conteúdo, pois foi começado no final de dezembro de 2011. Já o Mentalize foi aberto em 2005 e está escrito em várias línguas *rs* Privilegio o uso do inglês ali porque o pessoal estrangeiro não tem muitas informações sobre o AM. Quem quiser entrar em contato comigo por qualquer motivo, deixe um comentário nos meus blogs ou use o email que está aí em cima à esquerda (e não, eu não sou o Andre - aliás, sou mulher!).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s