Resenhas Angra CD reviews


ANGRA – FIREWORKS

O Angra dessa vez praticamente abandonou o metal melódico. Talvez tal fato tenha ocorrido em virtude da produção ter ficado a cargo de um produtor inglês, que trabalha com bandas de Heavy Metal Tradicional.

Estou falando do famoso Chris Tsangarides (produziu o aclamado álbum Painkiller – Judas Priest). Mas isso não influiu na qualidade das composições. As músicas têm uma pegada mais oitentista, com o usa maior de riffs, menos teclados e com uma cozinha que realmente destruiu.

Até a maneira de cantar do André Matos mudou. Seus agudos tornaram-se mais escassos, mas, em compensação, mais bem encaixados. Sua voz está mais suave também.

Destaque para todas as faixas, principalmente Wings of Reality, que parece até um hino, Paradise, com um ambiente bem dark e Lisbon, simplesmente fantástica. Há uma curiosidade sobre esta música: quando o Angra estava na turnê do Angels Cry (tocando em Portugal), ao caminhar pelas ruas de Lisboa, Matos ouviu uma velhinha mendiga cantarolando, donde, assim, extraiu a melodia e compôs esse clássico. Que criatividade!

 

ANGRA – HOLY LAND

Sem dúvida este é o trabalho mais ousado do Angra. Usando muitas influências afro-brasileiras tanto na parte musical quanto nas letras, os membros da banda conseguiram transmitir, de maneira sem igual, sua mensagem.

Neste segundo álbum, a banda não ficou somente calcada no Metal melódico, empreitando-se por outras vertentes do Heavy Metal. Um CD simplesmente fantástico, com músicas muito bem trabalhadas e arranjadas.

Vocalizações bem encaixadas. Destaque para todas as faixas. Mas, há uma que chama muito a atenção – Carolina IV. Onde a letra da música conta a história de uma embarcação e seus percalços .

Muito interessante. O álbum é conceitual, com o tema voltado para o descobrimento do Brasil. Justificado nas letras das músicas (com na canção supra) e também na sonoridade.

A parte gráfica também é fenomenal. Um encarte feito em forma de um mapa. Um dos melhores trabalhos de todos os tempos, em se tratando de nossa arte underground.

 

 

ANGRA – ANGELS CRY

Fazer resenhas dos CD’s do antigo e verdadeiro Angra é algo complicado para qualquer um, uma vez que todos são geniais, mormente essa obra prima do Metal Melódico.

Angels Cry é, sem sombra de dúvidas, um dos melhores CD’s do referido gênero, de todos os tempos. O álbum começa com a introdução Unfinishe Allegro, onde esta se encaixou perfeitamente com o maior hit da banda – Carry on, música com um punch matador, arranjos de guitarra e teclados perfeitos, uma bateria coesa e com a voz inconfundível de André Matos.

O CD segue com Time, um melódico meio progressivo muito cativante, com um refrão que gruda mais que chiclete no cabelo. Posteriormente, vem a faixa-título, uma canção muito bem orquestrada, com arranjos perfeitos e um refrão matador. Stand Away inicia-se com um dedilhado muito bem trabalhado, de repente, a música toma uma guinada, ficando numa tonalidade muito alta.

Destaque total para a voz do André – fenomenal! Never Understand é, digamos, um Baião Metal (desculpe-me pelo neologismo), música de criatividade ímpar, que finda com um solo avassalador.

A sétima faixa do álbum é um cover da famosa cantora Kate Bush – Wuthering Heights. Esta canção foi muito bem trabalhada pela banda.

E se alguém pensava que o vocalista não conseguiria alcançar o tom dá música, enganou-se, vez que cantou, por incrível que pareça, mais alto que a citada cantora. Streets of Tomorrow e Evil Warning, são duas múscas fantásticas, com riffs e solos que deixam qualquer um boquiaberto e com um baixo muito bem executado por Luis Mariutti, é um dos pontos de destaque do CD. A última faixa é uma canção erudita muito bem adaptada pelo vocalista e tecladista André Matos. Uma escolha perfeita para finalizar está obra-prima do Heavy Metal.

http://www.heavymetalbrasil.net/resenhas/angra.htm

About Janus

Janus Aureus is my recently-inaugurated personal blog (written in portuguese, but with some texts in english as well). Fiore Rouge is my old (but still very active - in fact, more than Janus :P) blog (I started it back in 2005). Mentalize is a fan-made website (since 2005). if you wish to contact me for any reason, visit my blog and leave a comment OR see email above (top left) - no, my name's not Andre - actually, I'm not even a guy! LOL Long story... O Janus Aureus é meu blog pessoal - escrito em português - ainda sem muito conteúdo, pois foi começado no final de dezembro de 2011. Já o Mentalize foi aberto em 2005 e está escrito em várias línguas *rs* Privilegio o uso do inglês ali porque o pessoal estrangeiro não tem muitas informações sobre o AM. Quem quiser entrar em contato comigo por qualquer motivo, deixe um comentário nos meus blogs ou use o email que está aí em cima à esquerda (e não, eu não sou o Andre - aliás, sou mulher!).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s