Andre Matos Toca “Angels Cry” e Outros Clássicos em Solo Gaúcho


Matos retorna a Porto Alegre com show recheado de clássicos
Na sexta-feira (03/05), tivemos a oportunidade presenciar o show de comemoração de 20 anos do álbum “Angels Cry” do Angra, realizado pela banda de Andre Matos, em um espetáculo épico e cheio de energia. O local escolhido para o show foi o ótimo Teatro do CIEE, que apresenta uma excelente estrutura, além de dar um ar mais intimista para as apresentações.
Com os ingressos esgotados uma semana antes do show, a expectativa só aumentava, pois teríamos casa cheia em uma noite memorável e histórica. Por volta das 20h, a banda paulista King of Bones (encarregada para abrir o evento), sobe ao palco e impressiona logo de cara, com seu Metal Tradicional extremamente competente.
King of Bones mostrou porquê é uma das revelações da cena nacional deste ano
A banda formada por Rene Matela (guitarra), Renato Nassif (bateria), Júlio Federici (vocal) e Rafael Vitor (baixo), esbanjaram competência e carisma, o que impressionou, foi quando o vocalista Júlio anunciou que aquele era o show de estreia da banda, pois o entrosamento e presença de palco eram coisa de gente grande, com muito profissionalismo.
Uma curta apresentação, mas que agradou em cheio, ainda mais que encerram seu show com uma excelente versão de “Perry Mason” (Ozzy Osbourne), que fez a banda sair do palco ao meio de muitos aplausos, com o dever cumprindo em uma estreia de alto nível.
Após uma rápida mudança de palco, Andre Matos (vocal), Hugo Mariutti (guitarra), Bruno Ladislau (baixo), André Hernandes (guitarra) e Rodrigo Silveira (bateria) entram em cena com “Liberty” (música que pertence ao seu novo álbum “The Turn of the Lights”), e na sequência  “I Will Return” (que pertence ao penúltimo álbum “Mentalize”) e “Course of Life” (que também pertence ao novo álbum), que não agradaram em cheio, deixando o show um pouco morno.
Teatro do CIEE ficou pequeno diante de tanta energia do público e banda
Mas após Andre anunciar “Rio” (que pertence ao seu 1° álbum solo “Time to Be Free”), e na sequência “Fairy Tale” do Shaman, a casa veio abaixo, com todos cantando em plenos pulmões, e vale destacar a banda que acompanha Andre Matos, com um entrosamento absurdo, sem contar a técnica individual de cada músico.
Chegando ao final da primeira parte do show, ainda tivemos a surpresa da noite “Lisbon” (Angra) que foi extremamente ovacionada e festejada, um excelente solo de bateria de Rodrigo Silveira, e para fechar a primeira parte do espetáculo, um dos maiores clássicos do Metal nacional como o próprio Andre falou “Living For The Night” do Viper, onde Andre relembrou a passagem da banda por POA (confira aqui), e deixou a primeira parte da música ser cantada pelos fãs, onde entregou seu microfone aos presentes da primeira fila, que foi passando de mão em mão, com certeza um dos momentos mais marcantes da noite.
Matos sempre bem acompanhado com músicos gabaritados
Após alguns minutos, começa a ecoar nas caixas a introdução de “Unfinished Allegro”, e era chegado o momento mais esperado da noite, e não demora muito para banda retornar ao palco e jogar ao público “Carry On”, “Time” e “Angels Cry”, não dando tempo para respirar. Andre Matos se demonstra em grande forma, alcançando os tons altíssimos das músicas com maestria, mas seira injusto não mencionar o guitarrista André Hernandes, com certeza um dos melhores guitarristas do Brasil, executando as músicas fielmente e debulhando nos solos, que em muitos momentos nem olhava para guitarra.
Dando sequência ao show e com o público na mão, “Stand Away” e “Never Understand” vêm para deixar todos sem folego, com uma bela interpretação de Andre em ambas, sem contar o entrosamento do restante da banda, pois Hugo e Hernandes com certeza formam uma das melhores duplas de guitarra do Brasil, e Rodrigo e Ladislau uma das cozinhas mais técnicas e seguras.
Além da íntegra de “Angels Cry”, clássicos como “Lisbon”, “Living For the Night” e “Fairy Tale” emocionaram
“Wuthering Heights” emociona os presentes, com todos cantando junto com Andre, após o excelente solo de guitarra de Hernandes, onde Hugo participou mostrando o peso da base, temos “Streets of Tomorrow”  para arrasar quarteirão, com seu peso e melodia perfeita, com seu refrão cantado a pleno vapor.
Chegando ao final do show a épica “Evil Warning”, onde Hugo mostrou toda sua habilidade e técnica no solo e “Lasting Child” encerrando mais uma excelente apresentação da banda Andre Matos em solo gaúcho.
Um show histórico, que marca 20 anos de um dos melhores álbuns de Metal lançado no Brasil, com certeza deixando todos os presentes mais do que satisfeitos.
Mais uma prova desse vocalista sempre lembrado mundialmente
Texto e edição: Renato Sanson
Revisão: Eduardo Cadore
Fotos: Aline Jechow

Setlist 1° parte:
01. Intro
02. Liberty
03. I Will Return
04. Course of Life
05. Rio
06. Fairy Tale
07. Stop!
08. Lisbon
*Drum solo
09. On Your Own
10. Living For The Night

Setlist 2° parte:

11. Unfinished Allegro
12. Carry On
13. Time
14. Angels Cry
15. Stand Away
16. Never Understand
17. Wuthering Heighs
*Guitar solo (Hernandes e Hugo)
18. Streets of Tomorrow
19. Evil Warning
20. Lasting Child

About Janus

Janus Aureus is my recently-inaugurated personal blog (written in portuguese, but with some texts in english as well). Fiore Rouge is my old (but still very active - in fact, more than Janus :P) blog (I started it back in 2005). Mentalize is a fan-made website (since 2005). if you wish to contact me for any reason, visit my blog and leave a comment OR see email above (top left) - no, my name's not Andre - actually, I'm not even a guy! LOL Long story... O Janus Aureus é meu blog pessoal - escrito em português - ainda sem muito conteúdo, pois foi começado no final de dezembro de 2011. Já o Mentalize foi aberto em 2005 e está escrito em várias línguas *rs* Privilegio o uso do inglês ali porque o pessoal estrangeiro não tem muitas informações sobre o AM. Quem quiser entrar em contato comigo por qualquer motivo, deixe um comentário nos meus blogs ou use o email que está aí em cima à esquerda (e não, eu não sou o Andre - aliás, sou mulher!).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s